sexta-feira, 15 de julho de 2011

Cena do Dia - Quanto mais quente melhor (1959)

A Cena do Dia pertence ao clássico Quanto mais quente melhor, do mestre Billy Wilder. Trata-se da cena final do filme que contém um dos melhores diálogos do cinema e certamente uma das melhores frases da sétima arte: "Bem... ninguém é perfeito". Na cena, Jack Lemmon travestido de Daphne tenta convencer Osgood (Joe E. Brown) que o casamento entre os dois não daria certo. Seus argumentos não convencem Osgood e, ao final, ele faz a grande revelação.

Diálogo:

Osgood: Liguei para mamãe. Ela ficou tão feliz que chorou! Ela quer que você use seu vestido de noiva. É de renda branca.
Daphne: É, Osgood. Não posso me casar no vestido da sua mãe. Ha ha. É que – eu e ela, nós não temos o mesmo formato.
Osgood: Nós podemos alterá-lo.
Daphne: Oh não faça isso! Osgood, Eu vou falar de uma vez. Não podemos nos casar de forma alguma.
Osgood: Por que não?
Daphne: Bem, em primeiro lugar, eu não sou loira de verdade.
Osgood: Não importa.
Daphne: Eu fumo! Eu fumo o tempo todo!
Osgood: Eu não ligo.
Daphne: Bem, eu tenho um péssimo passado. Fazem três anos que eu moro com um saxofonista.
Osgood: Eu te perdôo.
Daphne: Nunca poderemos ter filhos!
Osgood: Podemos adotar alguns.
Daphne/Jerry: Mas você não entende, Osgood! Eu sou um homem!
Osgood: Bem, ninguém é perfeito!

Assista à cena:



Um comentário:

  1. Um das cenas mais clássicas do cinema do gênero comédia.

    Abraço

    ResponderExcluir